Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A nossa casa

22.04.15

Hoje celebra-se o dia mundial da terra. Julgo que este alerta para as questões ambientais e sociais do planeta, não devia ser feito apenas hoje, mas sim 365 dias ao ano. A terra é muito mais que um planeta do sistema solar, é a nossa CASA, a única casa que conhecemos. Quando digo "nossa", refiro-me há humanidade, a presente e a futura, a todas as espécies animais e vegetais que aqui vivem e que também fazem deste planeta o seu lar. E que merecem o nosso respeito e proteção.

Devemos a todos eles e às gerações futuras (aos nossos filhos, netos e bisnetos) assegurar a continuidade do planeta. E que presente seria poder deixar este mundo melhor do que o encontramos, para que seguindo as nossas pisadas eles ajam de maneira igual.

Não vou iniciar discussões ambientalistas ou sociais, sei que também estou em falta para com o planeta, mas não podia deixar este dia passar em branco: comprometo-me sim, a fazer um esforço consciente para alterar algumas atitudes em prol da Terra.

Love S.

 

earth-day (1).jpg

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:14

Sou uma mulher prática e como tal alguns destes "clichés" acabam por tornar-se irritantes, principalmente quando as pessoas tendem a repeti-los, vezes e vezes sem conta, quase como se estivessem a tentar me endoutrinar. No entanto, tenho que reconhecer o valor de algumas destas frases feitas.

Ontem fui aproveitar para domingar e fazer um míni-lanche-piquenique numa quinta rústica e tranquila. Claro que podia ter aproveitado aquele momento de paz para relaxar, respirar ar puro e aquecer ao sol... mas não. Os meus pensamentos "maus" teimaram em aparecer e acabaram por levar a melhor. Não é que não gostasse do lugar onde estava, ou da companhia, mas dei por mim a pensar que podia estar melhor. 

É aqui que vejo-me forçada a concordar que a felicidade depende sim da qualidade dos nossos pensamentos. E eu sou vitima da minha própria mente: vejo tudo o que me falta alcançar, os sonhos que não concretizei, como podia ser mais feliz - basicamente o lado negativo. Imagino que haja um milhar de pessoas, que sem maldade, acabam por fazer o mesmo. Porque sim, é mais fácil ver os defeitos, o lado negro das coisas, das pessoas ou da vida.

E isso faz-me infeliz. Consome energia, drena-me a alma e deixa-me vazia. Pior do que isso, faz-me sentir ingrata, quando percebo que perdi horas de felicidade a remoer em algo que nem é verdade. Eu tenho muitos, mesmo muitos motivos para ser feliz. Pessoas importantes que alegram os meus dias, que gostam de mim e fazem-me seguir em frente. Algumas estão comigo há anos, outras são mais recentes, mas todas elas são especiais e importantes. Tenho sonhos e objetivos que aos poucos vão-se concretizando.

Resumindo, percorri um longo caminho para chegar até onde estou hoje e pensar naquilo que não tenho, é menosprezar esse caminho, é retirar valor a tudo o que conquistei... é tirar valor e mérito a mim mesma. È sabotar a própria felicidade.

 

Por isso bora lá, mudar a maneira como pensamos. Uma boa semana para todos :)

Love S.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:05


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D


Mais sobre mim

foto do autor